quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Elegância...


Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.

É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.

É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam.
Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.
Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.

Oferecer flores é sempre elegante.
É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.

Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.
Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.
A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que com amigo não tem que ter estas frescuras.
Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la.
Educação enferruja por falta de uso.
E, detalhe: não é frescura.

(Martha Medeiros.)

Tenham um Dia Iluminado e Elegante!!!


9 comentários:

  1. Amei seu texto Roberta. Muito bom mesmo.

    É muito agradável estar com alguém elegante nas palavras, nos gestos e na forma de agir.

    Beijos e um dia feliz

    ResponderExcluir
  2. Descobri o seu bolg atravéz do Mãe e muito mais,parabéns é muito bom!
    Adorei o texto e muito mais o seu conteúdo e mensagem. Não podia estar mais de acordo com tudo o que li, mas penso que depende de nós geração de educadores, a alterar/moldar a geração futura.
    Desejo-lhe um dia muito feliz

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do seu post.
    É tão bonito ser-se elegante e para isso não é preciso ser de classe social alta.
    Mas hoje em dia os míudos acham que ser elegante é o mesmo que ser "parolo" ou fora de moda.

    Beijinhos e muita luz

    ResponderExcluir
  4. Flor, adorei o textoi, alias, todos são ótimos.
    Bj e como vc diz, muita luz para vc.

    Eliane

    ResponderExcluir
  5. Ana, realmente é muito bom conviver com pessoas agradáveis e educadas eu amo, fico de olho usando a minha para não enferrujar,rsrs!

    Formiguinha a delicadeza não está em classe social de forma alguma, como você comentou e concordo plenamente,
    como disse Alma, temos que educar e moldar as crianças de hoje pois elas seram o futuro do amanhã!!

    Eliane,que bom ver você por aqui...!!

    Que bom que gostaram do texto, Martha Medeiros é nota 1000!!!

    Sinto daqui a energia elegante de todas vocês!

    Beijos Ensolarados!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  6. Estou aqui a agradecer pela visita, e dizer que amo estar por aqui adoro cada palavra escrita, amei o post vou copiar e imprimir para cola no quadro lá da escola, posso? Beijos de sol para iluminar o seu dia

    ResponderExcluir
  7. Olá minha querida!

    Esta elegância de que falas, lembra-me a educação à moda antiga. Sim, por que hoje este comportamento é coisa rara.

    "Elegância" pode e deve ser ensinada às crianças sim, porém, elas assimilam os nossos comportamentos, educá-las requer, dar o exemplo!

    Convenhamos, a grande maioria dos adultos não estão à altura para dar exemplos de "Elegância" ou como eu diria, "Boa Conduta".

    Beijinho grande.

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto!
    Pena que o que mais há é gente que se acha elegante, mas perde a pose e a educação por qualquer motivo.
    A verdadeira elegância faz parte do jeito da pessoa no dia a dia e nas situações mais simples ou mais inusitadas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá Borboleta, é claro que pode levar com você o texto,ele é de Martha Medeiros e mesmo que fosse meu eu deixaria, risos!!
    Coloque no seu colégio, ótima atitude!
    Que bom que gostou, adoro seu cantinho e amo recebe-la no Blog Luz!

    Patrícia você falou algo importante, dar o exemplo, é fundamental, mas tenho esperança que os adultos reciclem suas atitudes, eu mesmo, vivo todo dia exercitando algo a mais, para que eu melhore como pessoa e nas minhas atitudes!!

    Liège, prazer conhece-la, seja bem vinda, apoio o que disse, é no dia a dia que a elegância tem que estar presente e nas pequenas atitudes!!

    Beijo para todas!!
    Muita Luz!

    ResponderExcluir

♥ Obrigada pelo comentário, sua opinião é muito importante! Beijinhos Iluminados!

Gratidão!

Gratidão!